Hipertensão atinge mais de 30 milhões de pessoas no Brasil.

Home / Advice / Hipertensão atinge mais de 30 milhões de pessoas no Brasil.
Hipertensão atinge mais de 30 milhões de pessoas no Brasil.

Hipertensão atinge mais de 30 milhões de pessoas no Brasil.

Doença, considerada silenciosa, faz com que o coração tenha que exercer um esforço maior do que o normal e acaba comprometendo o funcionamento de outros órgãos

A Hipertensão Arterial é uma doença grave que pode comprometer o organismo e levar a morte. Acredita-se que existam no Brasil mais de 30 milhões de hipertensos, destes, segundo o Ministério da Saúde, apenas 10% fazem o controle adequado. Além de ser considerada a doença de maior prevalência na população brasileira e é a principal causa de morte no Brasil

A hipertensão arterial é um problema de saúde pública que atinge homens e mulheres no mundo todo. Só no Brasil, um em cada cinco indivíduos sofrem da doença. Segundo a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP, diversos fatores contribuem para a elevação da pressão arterial, dentre eles, obesidade, sedentarismo, estresse, herança familiar e consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Praticar exercícios físicos regularmente, evitar excesso de sal na alimentação, combater a obesidade e ter atividade de lazer são algumas das formas mais eficazes de se combater a pressão alta. A adoção destes hábitos saudáveis, antes do surgimento da doença, pode contribuir para sua prevenção.

Não existem sintomas para hipertensão, no entanto, quando surgem são graves, como o infarto. Para o cardiologista e presidente da SOCESP, Dr. José Francisco Kerr Saraiva, é importante que, aliado a prática de hábitos saudáveis, a partir dos 30 anos de idade, se procure com intervalo de seis meses o médico com o objetivo de se realizar um diagnóstico precoce.

Considera-se ideal a pressão igual ou menor que 140/90 mm Hg. Porém, cardiologistas advertem que variações destes números são aceitos. Por exemplo, com o avanço da idade é normal que a pressão mude, sem comprometer a saúde. Porém, só um médico está habilitado a dizer se a variação é aceitável.

Segundo a SOCESP a hipertensão arterial prejudica vários órgãos. O coração é forçado a trabalhar mais, causando aumento da massa muscular cardíaca e, posteriormente, dilatação do mesmo. Estas alterações do coração causam a insuficiência cardíaca. Nas artérias, a pressão arterial alta danifica a parede, acelerando a formação de depósitos de gordura, provocando estreitamento da luz da artéria. Como consequência a este estreitamento, o paciente tem maior probabilidade de ter angina e/ou infarto agudo do miocárdio. Outras doenças secundárias são derrame cerebral e insuficiência renal.

Fonte: Site SOCESP

Leave a Reply

Your email address will not be published.